Loading...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Com gol no final, Náutico perde para o Pesqueira

27/02/13 às 20h19 | Por: Anderson Malagutti -  nautico-pe.com.br
Disputa de bola no jogo Pesqueira e Náutico / Foto: Simone Vilar

O Náutico teve muito perto de conquistar um bom empate contra o Pesqueira nesta quarta-feira. Após sair perdendo por 2x0, o Timbu conseguiu dois gols depois dos 40 minutos do segundo tempo. Mas quando o resultado já estava praticamente decretado, o Pesqueira conseguiu a vitória no último minuto.

Os gols do Náutico foram marcados por Elton e Rogério, que marcou um golaço de bicicleta. O próximo compromisso do Náutico é no sábado, às 20h, contra o Chã Grande, no estádio dos Aflitos.

O jogo

O Náutico entrou muitas dificuldades no primeiro tempo no Gigante do Agraste. Com um gramado que não estava nas melhores condições, o time de Vágner Mancini teve dificuldades para jogar com a bola no chão. A opção então foi usar as bolas paradas e os cruzamentos na área para tentar o gol.

A primeira chance de gol aconteceu aos cinco minutos. Rogério, da entrada da área, cobrou falta com perigo. Mas Geday conseguiu interceptar e realizar a defesa. Dois minutos depois, Rogério ganhou um presente do zagueiro do Pesqueira. Mas o atacante demorou a concluir e na sobra da jogada, Elton acabou parando na defesa do goleiro.

A melhor chance do Náutico no primeiro tempo, Elton recebeu ótimo passe de Giovanni Augusto. Na tentativa de chutar a gol, acabou travado por Jonny. No rebote, Renato apareceu, mas acabou parando novamente na defesa de Geday.

Aos 33 minutos o Pesqueira conseguiu abrir o placar. Jânio cobrou falta da entrada da área, a bola desviou na barreira e enganou Felipe, que nada pôde fazer. O Timbu até tentou empatar ainda na primeira etapa com Luís Eduardo, mas o zagueiro acabou chutando cruzado.

Na volta para o segundo tempo, Mancini trocou Renato por Vinícius Pacheco, para dar mais velocidade no meio-campo. Mas a primeira chance foi de bola parada. Rogério cobrou falta com força, porém, no meio do gol, facilitando a defesa de Geday.

O jogo seguiu mastigado. Mancini promoveu então a entrada de Reis, para segurar mais a bola no ataque. A tentativa deu certo. Aos 23, Rogério tentou mais uma vez de fora da área. A bola tinha endereço certo, mas acabou pegando muito efeito e raspou o travessão. Rogério teve nova chance aos 28 de cabeça. Aos 30, Elton perdeu uma chance cara a cara com Geday.

Mas o Pesqueira foi fatal no contra-ataque. Dadá Pesqueira entrou em velocidade na esquerda, driblou Auremir e chutou cruzado, sem chances para Felipe. O gol não abateu o Náutico. No minuto seguinte, Vinícius Pacheco achou Elton na área. O camisa 11 chutou firme, descontando para o Timbu.

Aos 44, o Náutico conseguiu o gol de empate com um golaço de bicicleta de Rogério. A atacante conseguiu aproveitar uma bola dividida dentro da área e fez um lindo gol. Mas aos 47, Stanley contou com a sorte e uma falha de Felipe para fechar o placar e decretar a vitória do Pesqueira por 3x2.

Pesqueira 3 x 2 Náutico

Pesqueira - Geday; David, Stanley, Jonny e Jânio; Dadá Pesqueira, Franklin, Laercio (Diogo) e Theo, Neto Bala e Deisinho. Técnico: Humberto Santos.

Náutico - Felipe; Auremir, Alemão, Luis Eduardo e Bruno Collaço (Douglas Santos); Elicarlos; Marcos Paulo (Reis) e Giovanni Augusto; Renato (Vinícius Pacheco), Rogério e Élton. Técnico: Vágner Mancini.

Pernambucano Coca-Cola. Local: Gigante do Agreste, Garanhuns. Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Auxiliares: Jossemar Diniz e Wlademir Lins. Gols: Jânio, aos 33/1ºT e aos 47/2ºT, Dadá Pesqueira, aos 38/2ºT (Pesqueira), Elton, aos 40/2ºT, Rogério, aos 44/2ºT (Náutico) . Cartão amarelo: Elicarlos (Náutico), Stanley, Franklin, Dadá Pesqueira (Pesqueira).

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Vágner Mancini dá palestra para crianças

25/02/13 às 18h24 | Por: Anderson Malagutti - nautico-pe.com.br

Treinador recebe o assédio da criançada / Foto: Divulgação

Nada de esquemas táticos ou campo de futebol. O técnico Vágner Mancini viveu uma segunda-feira diferente. Ao invés dos jogadores de futebol, Mancini passou um pouco mais da sua experiência para um grupo de alunos do Colégio e Curso Expositico, que fica em Rio Doce, Olinda.

Organizada pelo repórter João Vitor, da Rádio Clube, a palestra serviu para que Mancini explicasse um pouco da importância de estudar, ter uma formação acadêmica e ainda passou dicas de como aliar a escola com o treinamento nas escolinhas de futsal e futebol.

"Pelo falto motivacional, acaba acrescentando muito para os alunos, desde o estudo ao aspecto alimentar. E isso é importante alinhar os dois. E o projeto é isso, lembrar que os alunos além de frequentar as escolinhas, saibam das suas obrigações dentro da sala de aula", contou João Vitor.

Após a palestra de Mancini, os alunos tiveram um momento de interação com o técnico, onde puderam fazer várias perguntas e tirar suas dúvidas, além é claro, de pedir autógrafos.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Com proposta do Náutico, Mota se encontra com diretoria do Ceará

25/02/2013 09h22 - Atualizado em 25/02/2013 09h22

Atacante cearense foi procurado para substituir Kieza, que partiu para o futebol chinês. Ceará está disposto a pagar o 'teto salarial' do clube

Por GLOBOESPORTE.COM Fortaleza, CE
Atacante Mota fez 27 gols no ano passado
(Foto: Marília Camelo/Agência Diário)

O futuro do atacante Mota pode ser definido na tarde desta segunda-feira (25). O jogador irá se reunir com a diretoria do Ceará, para ouvir uma nova proposta do clube. O presidente Evandro Leitão já declarou que ele ganhará o maior salário do time, caso aceite defender novamente a camisa alvinegra em 2013.

- Posso garantir que a proposta não está abaixo do que ele ganhava no ano passado de jeito nenhum - afirmou.

De acordo com o empresário Fábio Vieira, Mota havia acertado com um clube chinês, mas a família não quis ir embora do Brasil e a contratação não vingou. Os chinenses levaram, então, Kieza, ex-Náutico. Para suprir a vaga deixada pelo jogador, Vagner Mancini pediu o reforço de Mota e a diretoria fez boa proposta para o cearense.

Pesa a favor do Náutico o fato de a equipe pernambucana estar na Série A do Campeonato Brasileiro. Além disso, Mancini já jogou com o Mota em 2002, quando conquistaram o estadual pelo Ceará, e tem uma boa relação com o atacante. Se os valores oferecidos pelo Ceará não agradarem ao torcedor declarado do Vovô, Mota deve fechar com o Timbu.

Em 2012, Mota fez 27 gols pelo Ceará, sendo 13 na Série B do Campeonato Brasileiro. Foi mais uma vez campeão cearense na recente passagem pelo clube e é um dos ídolos do Vovô. Teve ainda atuação marcante em 2009, quando ajudou o time a voltar para a Série A.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Jogadores prestam homenagem a Lucas Lyra

19/02/13 às 16h27 | Por: Simone Vilar - nautico-pe.com.br

Uma camisa personalizada e autografada por todo elenco alvirrubro compõe a homenagem do Náutico ao torcedor baleado no último sábado em frente à sede, Lucas Lyra. O jovem de 19 anos levou um tiro na cabeça e permanece em estado grave no Hospital da restauração.
Jogadores autografam camisa personalizada / Foto: Simone Vilar

Na foto, Kieza, Rogério, Elicarlos, Felipe e Kuki exibem a camisa de Lucas Lyra. A ideia é amenizar o sofrimento da família do jovem torcedor do Náutico. Alguns jogadores deixaram mensagens de otimismo junto aos autógrafos. “Força Lucas. Que Deus te abençoe”.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Náutico contrata volante Rodrigo Souto e atacante Jones Carioca

19/02/2013 19h23 - Atualizado em 19/02/2013 19h51 - pe360graus.com

Timbu se reforça para a disputa do segundo turno do Campeonato Pernambucano

Por GLOBOESPORTE.COM - Recife
Rodrigo Souto chega ao Recife no domingo
(Foto: Lucas Uebel / VIPCOMM)

Enquanto não define se permanecerá com o atacante Kieza, o Náutico segue buscando reforçar o elenco e anunciou a contratação do volante Rodrigo Souto e do atacante Jones Carioca. O meio-campo chega ao Recife no domingo, mas Carioca já se encontra da capital pernambucana.

Com 30 anos, Rodrigo Souto passou por clubes como São Paulo, Santos, Vasco e Atlético-PR. Recentemente, ele estava no
Jubilo Iwata, time do Japão.

- Foi o único clube brasileiro que apresentou uma proposta de concreto. O resto foi só especulação. O Náutico abre portas para que eu possa voltar ao Brasil e disputar competições importantes no cenário nacional - disse Rodrigo em entrevista à assessoria de imprensa do Náutico.

Mineiro de Caratinga, o atacante Jones tem 24 anos e começou a sua carreira como jogador de futebol profissional no Bonsucesso-RJ, em 2009. No mesmo ano foi jogar no Cruzeiro, mas teve poucas oportunidades e acabou emprestado para o Goiás na temporada seguinte.

A principal participação de Jones Carioca em um time de ponta do futebol brasileiro foi no Bahia. Ele chegou ao tricolor baiano em 2011, mas não conseguiu encantar. Em 2012, foi titular durante boa parte da Série A do Campeonato Brasileiro, mas acabou não permanecendo na equipe.

- Jones é um jogador forte fisicamente que pode atuar na ligação entre o meio e o ataque. Mas pode também ser aquele atacante que dá opção de jogadas pelas laterais. As características dele são diferentes dos demais atacantes que o Náutico tem atualmente - destacou o superintendente de futebol do Timbu, Daniel Freitas, em entrevista ao site oficial do clube.
Jones Carioca já veste a camisa do Náutico (Foto: Divulgação)

domingo, 17 de fevereiro de 2013

“Eu tenho que voltar e ser melhor do que eu era”

17/02/13 às 12h47 | Por: Simone VIlar - nautico-pe.com.br

Em uma de suas respostas à imprensa Rogério resumiu o significado emblemático da sua volta após tentativa frustrada de romper vínculo com o Náutico através da justiça do trabalho. “Eu tenho que voltar e ser melhor do que eu era”.

Visivelmente constrangido, o atacante Rogério se reapresentou ao Náutico disposto a retomar a carreira com dignidade. O jogador não fugiu às perguntas e assumiu ter sido alvo de empresários oportunistas que, buscam em jogadores desinformados tirar vantagens financeiras. “Fui iludido por empresários que prometeram uma vida que depois eu vi que não iria ter. Me deixei levar por muitas conversas de jogar na Europa e ganhar dinheiro. Eles prometeram que eu iria para o Locomotiv de Moscou e depois para Alemanha”, revelou.

O jogador contou que não tinha intenção de acionar o clube na justiça do trabalho. Tudo partiu dos empresários e quando Rogério percebeu tamanho prejuízo afirmou que queria retornar para o Náutico. “Eles que decidiram isso e fizeram tudo entre eles. Depois que eu vim saber e falei para eles que não queria fazer isso com o Náutico e voltaria para o clube que abriu portas para mim.”

O salário do jogador no Náutico teve ajuste conforme o que estava previsto desde o ano passado. Agora, Rogério demonstra arrependimento e admite que tenha que jogar muito para reconquistar a torcida. “Claro que vai haver pressão, mas tenho que responder dentro de campo. Clima quem faz é o jogador. Com força de vontade, vou dar a volta por cima e mais do que nunca meu objetivo é ser campeão pernambucano”.

Carta aberta de Rogério para a torcida alvirrubra

A carta redigida pela assessoria de imprensa do Náutico reflete os sentimentos do jogador. A pedido de Rogério, a assessoria publica o texto que expressa tão somente a vontade do atacante.

“Eu gostaria de pedir desculpas à torcida, à diretoria e ao Náutico por todo o desgaste que provoquei com minha atitude em abandonar o clube. Apesar do transtorno causado por esta situação, quero aqui reconhecer meu erro.

Nem tudo o que se explica se justifica, mas eu fui iludido por empresários e ao final de tudo percebi que nunca iria conquistar meus objetivos com essas pessoas. Eles prometeram uma vida que com o tempo fui vendo jamais ter.

Arrependimento e desculpas / Foto: Simone Vilar

O Náutico representa o ponto de partida na minha carreira. O clube abriu portas para mim e nos momentos mais difíceis tive o apoio de todos. O presidente Paulo Wanderley foi um desses. Ele esteve ao meu lado quando sofri a grave lesão no joelho. Eu só tenho que agradecer muito a ele e aos funcionários que cuidaram de mim.

Devo ao Náutico empenho, dedicação e espero retomar minha carreira com títulos. Só assim eu posso reconquistar o respeito e o carinho da torcida. Ao clube e aos dirigentes eu agradeço a oportunidade de reparar um erro e voltar a jogar futebol.”

Rogério Melo

sábado, 16 de fevereiro de 2013

O desabafo de Kieza

16/02/13 às 01h07 | Por: Simone Vilar - nautico-pe.com.br

A novela de renovação ou despedida de Kieza do Náutico se repete e desgasta jogador, clube e torcida. A demora no desfecho é natural afinal, as partes discutem o futuro de um atleta. O jogador participou da coletiva de imprensa para mandar recado aos ingratos que o julgam mercenário e reafirmar seu desejo de permanecer no Náutico. “Eu só quero paz para jogar. Ninguém mais sabe do amor que sinto por este clube quanto eu mesmo. Mas as coisas não são tão simples assim de resolver. Envolve muita gente”.

A fama de marrento, as declarações polêmicas nas redes sociais, o jeito rebelde, tudo isso não passa de uma autodefesa do jogador. Quem conhece Kieza na rotina do clube, onde imprensa não tem acesso, sabe do homem que se emociona com uma torcedora de idade ao pedir uma camisa e carinho ao jogador, do profissional dedicado mesmo em tratamento.

Kieza pede compreensão ao torcedor / Foto: Simone Vilar

Kieza mudou a postura e na coletiva preservou a negociação que mantém com o clube. Ele evitou comentar as suas declarações nas redes sociais. A irritação na sala de imprensa veio à tona com as insistentes perguntas sobre proposta e renovação de contrato. “Eu já disse e repito. Esse assunto é com meus empresários e os diretores do clube”. E finalizou a entrevista mantendo a postura profissional. “Venho de contusão. Passei quinze dias parado e mesmo sentindo um pouco a condição física espero superar tudo isso com o foco e o desejo de participar deste jogo contra o Central, importante para gente já garantir o primeiro turno”, finalizou.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Náutico cassa liminar de Rogério e diretor avisa: 'Será muito bem-vindo'

14/02/2013 16h14 - Atualizado em 14/02/2013 18h43

Jogador entrou na Justiça contra o clube e não treina desde sábado; a expectativa é que ele se reapresente nos Aflitos nesta sexta-feira

Por Lucas Liausu - Recife - pe360graus.com.br
Dirigentes esperam Rogério no treino nesta sexta
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

A tranquilidade demonstrada pelos dirigentes do Náutico desde o sumiço do atacante Rogério foi compreendida no início da tarde desta quinta-feira quando o departamento jurídico do clube conseguiu cassar a liminar do atleta. O jogador pediu desligamento do Timbu alegando salários atrasados e o não recolhimento do FGTS. Quem revogou a liminar foi o juiz Hélio Luís Fernandes Galvão, da 5ª Vara do Trabalho do Recife.

- O juiz reviu a liminar e a cancelou. Ainda não sei o teor da liminar, mas Rogério deve ser comunicado para se apresentar o quanto antes para trabalhar comentou o vice-presidente jurídico do Náutico, Sérgio Galvão.

Apesar de não conseguir contato com o jogador, o dirigente alvirrubro espera que Rogério se apresente no Náutico já na manhã desta sexta-feira quando está marcada a reapresentação de todo o grupo alvirrubro.

- Esperamos por ele já amanhã. Ninguém consegue falar com o jogador, mas estamos mandando o recado pela imprensa: o Rogério será muito bem-vindo no Náutico.

O fato da liminar ter sido cassada não é uma decisão definitiva da Justiça do Trabalho, mas a tendência é que Rogério não recorra mais. Pelo menos isso é o que vice-presidente jurídico do Náutico espera.

- Ele pode recorrer, mas eu acho muito difícil que faça. O juiz revogou a liminar mediante apresentação de prova documental.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Maranhão é o novo reforço do Náutico

13/02/13 às 17h13 | Por: Anderson Malagutti - nautico-pe.com.br
Maranhão já com a camisa do Náutico / Foto: Anderson Malagutti

O Náutico acertou na tarde desta quarta-feira (13) a contratação do lateral-direito Maranhão, de 27 anos. O jogador tem contrato até o dia 31/12/14 e chega em definitivo aos Aflitos, depois de um acordo entre Náutico, Santos e o jogador.

Natural de Codó/MA, Manoel Mesias Barbosa da Silva, o Maranhão, começou sua carreira de futebol no Gurupi/TO, passando também por Araguaína/TO, Palmas/TO, Legião/DF, Bragantino/SP, Santos/SP, Coritiba/PR, Atlético/PR e Santos/SP.

“Sou um lateral que gosta de apoiar bastante, mas que sabe jogar no 3-5-2 ou no 4-4-2, que é o esquema que eu mais gosto de jogar. Tenho uma boa velocidade, gosto muito de driblar e chegar na linha de fundo e cruzar para os atacantes concluírem a gol”, disse Maranhão, já se apresentando ao torcedores alvirrubros.O jogador será apresentado nesta quinta-feira (14), às 10h30, nos Aflitos.