Loading...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

CBF altera horário de jogos do TIMBU

31 de Outubro de 2011 • 15h28
Por Ana Campos

A Confederação Brasileira de Futebol alterou o horário de dois jogos do Náutico, válidos pela Série B do Brasileiro, devido ao horário de verão.

A próxima partida do Timbu, neste sábado, diante do ASA, em Arapiraca, começará às 16h (horário de Recife), assim como o jogo em São Paulo, com a equipe do São Caetano, dia 12 de novembro.

Alvirrubras na Seleção Brasileira de Hóquei

30 de Outubro de 2011 • 13h54

Por Ana Campos

O Clube Náutico Capibaribe será representado na Seleção Brasileira Feminina de Hóquei sobre Patins com três atletas do Timbu no III Open Internacional – Copa América de Seleções, que acontece na cidade de Sertãozinho, em São Paulo, dos dias 7 a 12 de novembro.


Marcela Couto, Jessica Pereira e Anny Silva embarcaram hoje pela manhã, para a cidade de Sertãozinho, onde os treinamentos acontecem até o dia 6 de novembro. O campeonato terá a participação das seleções do Chile, Uruguai, África do Sul e Catalunha, além da Brasileira.

domingo, 30 de outubro de 2011

Torcida alvirrubra fez a diferença no clássico

 29 de Outubro de 2011 • 20h16

Por Ana Campos e Elcio Mendonça - Foto: André Nery/Agência Náutico

Incentivo inicial ao elenco com a Avenida Rosa e Silva lotada para receber os guerreiros alvirrubros. Festa nas arquibancadas. Aflitos pintado de vermelho e branco, aplausos e apoio incondicional. Assim foi nesta tarde de sábado o comportamento do torcedor alvirrubro.

Mas o destaque de hoje não foi só a festa da torcida, e sim, a confiança dos alvirrubros na comissão técnica e jogadores. E esta confiança foi transmitida das arquibancadas para o gramado, durante todo o jogo.

“Queremos agradecer a presença de todos que fizeram bonito aqui nos Aflitos. Mostramos nosso futebol e conquistamos uma importante vitória”, declarou o volante Derley.

Com a vitória sobre o rival, o Timbu segue como o único mandante invicto nas séries A e B do Brasileirão, com 10 vitórias e sete empates.

Vídeo motivacional

A força do torcedor alvirrubro não fez a diferença apenas durante o jogo. Liderados por Paulo Chapo, através das mídias sociais, vários torcedores transformaram em vídeo o seu apoio ao Timbu.

Coube ao Chapo juntar essas declarações e montar um vídeo motivacional, que foi apresentado ao elenco alvirrubro durante uma palestra do técnico Waldemar Lemos, na véspera do jogo.

“Queria agradecer ao Paulo (Chapo) e a todos os torcedores que participaram desse vídeo. Foi bom ver que temos a confiança de todos”, afirmou Waldemar.

Na entrevista coletiva, o técnico Waldermar Lemos elogiou um vídeo produzido por membro do site Timbunet.
Vídeo feito pela torcida para motivar jogadores do NÁUTICO


sábado, 29 de outubro de 2011

Recepção do TimBUS(Avenida Alvirrubra) - 29/10/2011




Ao contrário da torcida do BOI que quebrou o ônibus do clube. A torcida do NÁUTICO, mostrou o apoio na recepção da delegação ALVIRRUBRA no Estádio dos Aflitos.

Neste jogo, o Náutico venceu por 2x0. Com gols de Marlon e Elicarlos.

Gols NAÚTICO 2x0 ExSporteiroDoG4 - 29/11/2011

Tô chegando: Timbu vence por 2x0 e fica perto da elite

29 de Outubro de 2011 • 18h33

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

O Caldeirão ferveu para receber o último Clássico dos Clássicos do ano, jogo válido pela Série B do Brasileiro. Para o Náutico, a vitória deixava o Timbu mais perto da série A e foi o que aconteceu, Náutico jogou bola e venceu por 2x0, gols de Marlon e Elicarlos.

A partida começou com as duas equipes mostrado para que vieram. Logo no começo Eduardo cobrou falta e no rebote Derley bateu para fora. Em seguida Branquinho carimbou a trave alvirrubra. Aos três, Kieza desceu pela direita, limpou jogada e passou para Rogério, bola para fora.

Equilibrio

Aos 10 minutos, uma partida digna de um clássico dos clássicos. Um minuto depois Rogério desceu pela direita, se livrou da marcação e chutou para fora. Aos 17, Eduardo abriu para Derley que cruzou dentro da área e Kieza de cabeça para fora.

Rolo compressor timbu

Aos 22, Marcelinho cobrou falta e Gideão defendeu. Em seguida Hamilton derrubou Kieza e Marcelinho Paraiba pisou no pé dele, falta, que Eduardo Ramos cobrou de primeira e Marlon, de cabeça, abriu o placar, 1x0.

Aos 32, Elicarlos recebeu pela esquerda e fez uma jogada digna de espetáculo. Passou por três adversários e deixou a bola no fundo do gol, explosão alvirrubra, 2x0.

Aos 39, Airton lançou Rogério que passou para Kieza, cabeçada e bola para fora. Aos 44, falta inexistente marcada em cima de Marcelinho, cobrada e defesa de Gideão, encerrando a primeira etapa da partida.

Segundo tempo

O Náutico voltou sem alterações no time. Aos quatro minutos, Elicarlos pegou rebote e passou para Kieza, chute para fora. O adversário chegou por duas vezes na meta timbu, mas sem perigo para Gideão, aos oito minutos. Aos 12, Naldinho chutou de fora da área para defesa de Gideão. Logo depois Kieza recebeu pela direita e assustou Magrão

Lá e Cá

Enquanto o Náutico quase chegou no terceiro aos 18, o Sport assustou em seguida. Dois minutos depois Willians chutou, mas para fora. Aos 20, Elicarlos deixa o campo para entrada de Lenon.

Aos 25, Eduardo Ramos cobrou falta perigosa, mas a arbitragem marcou impedimento. Sport começou a perder a cabeça aos 30 minutos de jogo, praticando anti-jogo. E a confirmação veio com a expulsão de Renato aos 32, que deixou o cotovelo em Eduardo Ramos.

Aos 34, Eduardo Ramos saiu do jogo e no seu lugar entrou Elton. O adversário desceu assustando Gideão duas vezes. O Náutico voltou a pressionar e Elton comandava o meio de campo timbu, municiando Rogério e Kieza.

Aos 43, Kieza chutou para fora. E logo depois Gustavo entrou no lugar de Rogério. Fim de clássico, deu Timbu, rumo a Série A, 2x0.

Waldemar Lemos enaltece vitória ALVIRRUBRA

29 de Outubro de 2011 • 20h05
Por Ana Campos - Foto: Andre Nery/ Agência Náutico

Vitória merecida, futebol bem jogado dentro de campo pelo Timbu e mais três pontos em busca do acesso à Série A ano que vem. Em noite feliz, o Náutico do comandante Waldemar Lemos fez a festa do alvirrubro.

Com a palavra, o treinador: “Quero agradecer o apoio e a bonita festa que os torcedores fizeram nesta partida. Estamos muito satisfeitos com nossa torcida”, assim começou a coletiva de imprensa desta noite de sábado, o técnico do Náutico.

“Fizemos um bom jogo, estudamos o adversário e conseguimos dentro de campo mostrar nosso futebol. Todos estão de parabéns pela vitória”, disse Waldemar.

Mas sempre com os pés no chão, Waldemar afirmou que o trabalho continua. “Ainda temos pontos para somar. Vamos continuar firme, focados no objetivo”.

Clássico deste sábado é mais um capítulo alvirrubro na briga pelo acesso

29 de Outubro de 2011 • 13h09
Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Clássico é sempre um jogo que mexe com a cidade, as torcidas e que o favoritismo não é uma palavra bem empregada pelas equipes. Neste último Clássico do ano, Náutico e Sport pregam respeito ao adversário e nada de já ganhou de ambas as partes.

O Timbu está na terceira colocação com 53 pontos e faz tempo que está no grupo dos quatro primeiros classificados. São 20 rodadas. Já o Leão, soma 48 pontos e precisa da vitória para ainda sonhar com a primeira divisão do futebol brasileiro ano que vem.

Semana tranqüila nos Aflitos e ingredientes colocados no clássico. Rivalidades, artilheiros e torcida. Os alvirrubros estão pronto para a 33 ª rodada da competição e com um desfalque, o zagueiro Ronaldo Alves, vetado pelo departamento médico do Clube, devido a uma cirurgia no nariz. Em seu lugar, Waldemar Lemos confirmou a entrada de Diego Bispo.

Indefinição apenas no setor ofensivo. “Os quatro atletas que ficaram de fora do jogo diante do Vitória voltam para o time. Gideão, Elicarlos,Derley e Airton. Mas na frente, ainda não decidi se entro com Rogério ou Elton”, disse Lemos.

Para o volante Derley, é tranqüilidade e paciência para somar os três pontos. “Vamos continuar focados e pensando na vitória, sabendo que do outro lado tem o Sport, um time forte, mas temos que impor nosso futebol e queremos o apoio do nosso torcedor do começo ao fim do jogo”.

A partida começa às 15h20 e a expectativa é de recorde de público nos Aflitos nesta série B.

De olho no adversário

Depois de perder em casa para o Goiás, na última rodada da Série B, o Sport não passou por bons momentos após a partida. Problemas a parte, o treinador Paulo César Gusmão terá o volante Hamilton no Clássico. Já no ataque, Bruno Mineiro é dúvida.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Com o apoio da torcida, Timbu faz último treino antes do clássico

28 de Outubro de 2011 • 12h45
Texto e Foto: Elcio Mendonça/Agência Náutico

Faixas penduradas no alambrado, tambores e gritos de incentivo. O Estádio dos Aflitos viveu uma manhã de “jogo” nesta sexta-feira, quando o técnico Waldemar Lemos comandou o último treino antes do clássico contra o Sport (amanhã, nos Aflitos).

Cerca de 200 torcedores alvirrubros compareceram à atividade e apoiaram o grupo durante todo o treinamento. A Fanáutico, uma das organizadas do Timbu, colocou faixas e bandeiras ao redor do campo. Entre os pavilhões da torcida, destaque para uma bandeira com o rosto do ídolo Kuki, atual auxiliar técnico timbu.

“É bom ter o carinho do torcedor, saber que eles estão do nosso lado. Tenho certeza de que amanhã a festa será bonita”, afirmou o volante Derley.

No “Clássico dos clássicos”, o Alvirrubro contará com os retornos do goleiro Gideão, do ala Airton e dos volantes Elicarlos e Derley, todos suspensos na última rodada, além do lateral esquerdo Jeff Silva, liberado pelo departamento médico.

A única baixa do Náutico é o zagueiro Ronaldo Alves, vetado pelo DM por conta de uma fratura no nariz.

Filhos de Peter roubam a cena no treino

Além dos torcedores, o treino desta sexta-feira recebeu duas interessantes visitas. O lateral direito Peter trouxe seus filhos, Lucas e Guilherme, para acompanharem a atividade.

Com luvas emprestadas pelo goleiro Gledson, a “duplinha” ficou jogando bola na lateral do gramado, para orgulho do “papai coruja”.

Confira a foto de Peter com seus filhos: http://twitpic.com/771a21

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Recuperado de lesão no ombro, Kieza volta aos treinos e deve jogar o clássico

27 de Outubro de 2011 • 13h51

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Depois do susto, alegria. Ontem, suspense. Hoje, certeza. No treino de ontem, no CT Wilson Campos, o atacante Kieza sofreu uma lesão no ombro e preocupou o departamento médico do Clube. A princípio, o jogador não iria treinar hoje, mas o artilheiro da Série B treinou normalmente nos trabalhos desta manhã de quinta-feira, nos Aflitos.

“Kieza chegou bem, sem dores. Colocamos uma proteção no atleta e ele conseguiu treinar normalmente”, afirmou Jorge Silva, médico do Timbu.

Kieza tem 41 jogos pelo Timbu e soma 18 gols na Série B e 24 ao longo da temporada.

Ronaldo Alves segue como dúvida


O zagueiro alvirrubro Ronaldo Alves continua em repouso, após ter passado por uma redução no nariz. A expectativa é que o atleta timbu possa voltar aos treinos na manhã desta sexta-feira, nos Aflitos.

Airton valoriza clássico, mas afirma: "É uma semana normal"

27 de Outubro de 2011 • 14h35
Por Luís Henrique Charamba - Foto: André Nery/Agência Náutico

Tranquilidade total. Esse foi o clima no treinamento do Timbu nesta quinta-feira. Embora o clássico contra Sport esteja chegando, o lateral esquerdo Aírton garantiu que o jogo não altera a programação do Náutico.

“É uma semana normal. Apesar de ser um clássico é uma semana normal. A gente tem que encarar todos os jogos como uma final”, afirmou.

Sobre o posicionamento da equipe alvirrubra durante o clássico, o lateral deixou claro que os jogadores vão atuar como vem fazendo durante a competição. “A gente tem que manter o que temos feito durante todo o campeonato. Até porque as vitórias e os resultados estão vindo”.

Sem perder nos Aflitos durante a Série B, o Náutico precisa manter a invencibilidade como mandante. “Estamos invictos em casa e temos que fazer valer o mando de campo. È mais uma decisão para nós, então vamos entrar em campo com muita determinação”, disse.

Há 20 rodadas no G-4, uma vitória diante do rival rubro-negro deixa o Timbu em uma situação bastante confortável dentro dos grupo dos quatro mais bem colocados.
Ouça a coletiva de imprensa com o ala Airton

Para Derley, Timbu precisa manter o ritmo no clássico

27 de Outubro de 2011 • 15h00
Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Clássico dos Clássicos com as duas equipes buscando o acesso à Série A. Assim será o jogo deste sábado, às 15h20, nos Aflitos. E o pensamento das duas equipes é a soma dos três pontos. Sem favoritismo no lado alvirrubro, os jogadores do Náutico fazem questão de respeitar o adversário.
“O jogo não será nada fácil. Pelo contrário, será uma partida complicada, mas temos que nos impor e continuar atuando, impondo nosso ritmo”, disse o volante Derley.
“Vamos enfrentar uma grande equipe, que vai para o campo querendo uma vaga no grupo dos quatro primeiros classificados, mas não podemos mudar nossa maneira de jogar”, complementou o atleta alvirrubro.
“Clássico sempre é decidido no detalhe. Temos que ter atenção para não sermos surpreendidos e para isso queremos o apoio do nosso torcedor para manter boa campanha em casa. E pedimos a torcida para fazer festa na arquibancada e muita paz no jogo”, finalizou o guerreiro timbu.
Ouça a coletiva de imprensa com o volante Derley

terça-feira, 25 de outubro de 2011

#MareALVIRRUBRA ! Vamos pintar o twitter de vermelho e branco

25 de Outubro de 2011 • 19h08

Por Elcio Mendonça - Foto: André Nery/Agência Náutico

Torcedor, que tal criar uma maré alvirrubra, pintar o twitter de vermelho e branco e, ainda por cima, concorrer a uma camisa oficial autografada e ingressos para o clássico deste sábado?
Para participar é fácil. Basta indicar o maior número de seguidores para o twitter oficial do Timbu (@nauticope). O vencedor de cada dia, que será divulgado sempre na manhã seguinte, ganhará um ingresso para o clássico
Além disso, também somará cinco pontos da promoção. Quem somar mais pontos no final da semana ganhará uma camisa oficial autografada. O anúncio da final será realizado na manhã de sábado.
Caso haja empate entre dois torcedores, o vencedor será aquele que indicou mais seguidores ao longo da semana.
Cada seguidor que você indicar precisará tweetar a seguinte mensagem para o @nauticope: “Vamos fazer a #MareALVIRRUBRA. Quem me indicou foi o @... “
Então, não perca tempo. Convoque seus amigos e venha fazer a Maré Alvirrubra. Vamos pintar o twitter de vermelho e branco.

Promoção #SomosNAUTICO para o "Clássico dos clássicos"

25 de Outubro de 2011 • 13h06

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Sábado é dia do Caldeiãro ferver e das arquibancadas dos Aflitos estarem tomadas de alvirrubros incentivando o Timbu do começo ao final do jogo.
E nada melhor do que mais uma vez a promoção #SomosNAUTICO entrar em ação e junto com o alvirrubro, incentivar cada vez mais o elenco e comissão técnica.
Faça sua faixa, entre na torcida e torça pelos guerreiros alvirrubros e para que sua criatividade seja escolhida pelos atletas. A vencedora , que será escolhida pelos jogadores, levará uma camisa oficial autografada.
Faça como o Alexandre Henrique, vencedor da primeira etapa da promoção, e não esqueça de no final da faixa usar a hashtag #SomosNAUTICO.
Na segunda-feira, dia 31, o site oficial do Náutico divulgará o vencedor. Participe, timbu!

domingo, 23 de outubro de 2011

Ronaldo Alves passará por avaliação médica nesta segunda-feira


23/10/2011 15h02 - Atualizado em 23/10/2011 15h08

O zagueiro do Náutico machucou o nariz no jogo contra o Vitória em Salvador. O Timbu perdeu por 3 a 2, mas segue na 3ª colocação

Por Lula Moraes
Recife
Ronaldo Alves (sem colete) quebrou um dos ossos
do nariz em quatro partes
(Foto: André Nery / Agência Náutico)


O zagueiro do Náutico Ronaldo Alves passa bem e está na base do gelo para desinchar a fratura no nariz. Na avaliação inicial do médico do clube, Marcus Lessa, o jogador teve um dos ossos do nariz quebrado em quatro pequenas partes. Avaliação mais precisa será feita na tarde desta segunda-feira, já que o inchaço precisa diminuiir para que novos exames sejam feitos.

Ronaldo Alves machucou o nariz durante uma disputa de bola com o atacante do Vitória Neto Baiano, nos minutos finais da derrota alvirrubra por 3 a 2 no Barradão, em Salvador, no último sábado. Sangrando bastante, o zagueiro foi levado para um hospital na capital baiana para exames preliminares, buscando algum tipo de fratura no crânio. A suspeita foi descartada e o atleta pôde voltar com o grupo no mesmo vôo para Recife.

O Náutico deve entrar com uma representação contra o Vitória na CBF, por negligência e falta de atendimento ao atleta no gramado. Ronaldo Alves teve que ser levado ao hospital pelo presidente alvirrubro, Berillo Júnior, e pelo gerente de futebol, Carlos Kila.

Confira a programação alvirrubra durante a semana do clássico

23 de Outubro de 2011 • 11h16

Por Agência Náutico - Foto: André Nery/Agência Náutico

Segunda-feira (24/10)
Reapresentação (15h30) CT Wilson Campos

Terça-feira (25/10)
Treino físico (8h30) Praia de Boa Viagem

Quarta-feira (26/10)
Treino técnico (8h30) CT Wilson Campos

Quinta-feira (27/10)
Treino técnico (8h30) Aflitos
Sexta-feira (28/10)
Treino técnico (8h30) Aflitos

Sábado (29/10)
Náutico x Sport (15h20) Aflitos

Domingo (30/10)
Folga geral

sábado, 22 de outubro de 2011

Náutico representará contra o Vitória na CBF

22 de Outubro de 2011 • 18h50

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

O jogo desta tarde de sábado, no Barradão, entre Vitória e Náutico ultrapassou as quatro linhas do gramado. Mal tratamento à diretoria e jogadores alvirrubros irritaram toda a comissão do Timbu.
“Vamos representar na Confederação Brasileira de Futebol contra o Vitória e seu estádio. O tratamento que recebemos aqui não existe. Foi um absurdo o que aconteceu aqui hoje. Nosso jogador fora do campo sangrando e ninguém para atendê-lo”, disse o presidente do Náutico, Berillo Albuquerque Júnior.
O mandatário alvirrubro foi até o gramado no final da partida para, junto com o gerente de futebol Carlos Kila, remover o zagueiro Ronaldo Alves para um hospital local.
O Clube Náutico Capibaribe lamenta o ocorrido e a falta de respeito e profissionalismo do adversário, lembrando que o futebol é decidido dentro de campo e que nos Aflitos todas as equipes são bem recebidas.

Em Salvador, Timbu quer dar mais um passo em direção ao acesso

22 de Outubro de 2011 • 11h44

Por Elcio Mendonça - Foto: André Nery/Agência Náutico

O Náutico encara o Vitória, na tarde deste sábado, em Salvador, para se aproximar ainda mais da primeira divisão nacional.

Mas a tarefa não será fácil para o Timbu. Além de enfrentar outra equipe que também sonha com o acesso, os alvirrubros terão cinco desfalques no duelo válido pela 32ª rodada.

O goleiro Gideão, o ala Airton e os volantes Elicarlos e Derley, todos suspensos, além do lateral esquerdo Jeff Silva, com um abscesso no quadril, não enfrentam o time da “Boa Terra”.

“É um número considerável de baixas, em mais de um setor da equipe. Até por isso vamos esperar o máximo possível para definir o time titular”, declarou o técnico Waldemar Lemos.

A volta do matador

Se por um lado terá um “caminhão” de baixas, por outro o Náutico contará com o retorno do atacante Kieza, artilheiro desta Série B, com 18 gols marcados.

O avançado cumpriu suspensão automática durante a goleada por 4 a 2 sobre o Vila Nova, na última terça-feira, nos Aflitos, e estará de volta à equipe titular.

“É bom estar de volta e poder ajudar os companheiros. Sabemos que será um jogo difícil, mas estamos empenhados em buscar a vitória”, afirmou o camisa 9.

De olho no adversário

Com 44 pontos, seis a menos do que o Americana, quarto colocado, o Vitória ainda mantém a esperança de voltar à elite do Campeonato Brasileiro.

Para o jogo deste sábado, o técnico Vagner Benazzi contará com o retorno do atacante Marquinhos, fazendo com que o experiente Geovanni volte ao meio de campo. A única baixa dos baianos é o zagueiro Alison, vetado pelo departamento médico.

“Será um confronto direto e os três pontos nos darão uma motivação a mais. Chuva ou sol, agora tem que enfrentar tudo e passar por tudo isso para conquistar o que almejamos que é a vitória”, declarou o meia Geovanni ao site oficial do Vitória.

Confira a possível escalação dos baianos: Douglas; Maurício, Jean e Gabriel Paulista; Nino, Uelliton, Gilberto, Geovanni e Fernandinho; Marquinhos e Fábio Santos.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Nova casa alvirrubra receberá 5 jogos da Copa do Mundo

20 de Outubro de 2011 • 14h53

Por Elcio Mendonça - Foto: Divulgação

A Arena Pernambuco, que será a nova casa do Náutico a partir de junho de 2013, receberá cinco partidas da Copa do Mundo de 2014.

Quatro dos jogos serão da fase inicial da principal competição esportiva do planeta, enquanto um deles será das oitavas-de-final do Mundial.

Além disso, o novo estádio alvirrubro também receberá a Copa das Confederações, que será realizada em 2013.

CT Wilson Campos

Outra participação alvirrubra na Copa do Mundo poderá ser alcançada através do CT Wilson Campos, que está presente na lista de possíveis Centros de Treinamento de Seleções durante o Mundial.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Resultado da promoção #SomosNAUTICO

19 de Outubro de 2011 • 13h45

Por Ana Campos - Foto: Andre Nery/ Agência Náutico

Vitória e virada alvirrubra. Na noite de ontem, o Timbu ganhou do Vila Nova por 4x2, e reassumiu o terceiro lugar da Série B do Brasileiro. Neste jogo, a Agência Náutico lançou uma promoção, a #SomosNAUTICO.

Faixas espalhadas pelos Aflitos, e a mais criativa, que foi escolhida pelos jogadores, leva uma camisa autografada dos atletas timbus. O torcedor fez bonito e participou da promoção.

Confira a faixa vencedora: “Tenho raça, fé e vontade. Se nada disso der resultado, olhe para as arquibancadas e tirem dele a FORÇA necessária para buscar a vitória! #SomosNAUTICO

O vencedor deverá enviar seus dados para o email agencia@nautico-pe.com.br e na manhã desta sexta-feira, comparecer ao treino, que será realizado nos Aflitos, com a faixa vencedora.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Torcida adere ao #SomosNAUTICO e faz a festa nos Aflitos

18 de Outubro de 2011 • 23h45

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

No jogo desta terça-feira, o Náutico contou e muito com o apoio do seu 12 jogador. Quase 14 mil alvirrubros compareceram nos Aflitos e incentivaram, do começo ao fim do jogo, os atletas timbus.

Mesmo quando estava perdendo, o time do Náutico teve o torcedor do seu lado, que acreditou na vitória nos 90 minutos e pintou de vermelho e branco as arquibancadas do Eládio de Barros Carvalho.

“Foi muito emocionante ver o apoio do nosso torcedor. Hoje, sentimos ainda mais alegria. Vencemos e tivemos o alvirrubro do nosso lado”, disse o lateral Peter, autor do primeiro gol do Náutico.

Para os alvirrubros que participaram da promoção #SomosNAUTICO (http://www.nautico-pe.com.br/NoticiaCompleta.asp?codigo=517), o resultado será divulgado na tarde desta quarta-feira, no site oficial do Timbu.

Derley marca dois gols e brilha na goleada alvirrubra

18 de Outubro de 2011 • 23h37

Por Ana Campos- Foto: André Nery/Agência Náutico

Autor de dois dos quatro gols da vitória alvirrubra em cima do Vila Nova, nesta noite de terça-feira, nos Aflitos, o volante Derley era só alegria na coletiva concedida a imprensa após o jogo.

“Fico feliz pelos gols e ainda mais pela vitória. Foi um jogo importante, onde nos cobramos e doamos ao máximo. E é assim que tem que ser, superando as dificuldades”, afirmou o volante timbu.

Derley analisou o jogo da seguinte forma. “Começamos a partida impacientes e logo levamos um gol, mas tivemos o comprometimento de ir atrás do resultado e buscar a vitória com vontade; e sabendo que tínhamos capacidade”, disse o atleta alvirrubro, para depois completar: “Não podemos vacilar e oscilar, principalmente dentro dos Aflitos. Estamos no G4 e temos que continuar assim, vencendo em casa e somando pontos fora”.

Sobre a torcida, Derley estava mais que satisfeito. “Hoje foi bonito de se ver. Os torcedores nos apoiaram o tempo inteiro e nos ajudaram a somar os três pontos. Temos que jogar assim, para cima e com o incentivo do torcedor”.

Derley não joga diante do Vitória, devido ao terceiro cartão amarelo. “Acabou o jogo, é descansar e pensar no Vitória, que será um jogo complicado. Infelizmente não poderei participar, mas estarei torcendo pelos meus companheiros”, concluiu o volante alvirrubro.

Náutico assina contrato e oficializa ida para a Arena Pernambuco


A parceria entre o clube e o consórcio da arena irá durar 30 anos inicialmente. O estádio será a sede pernambucana na Copa 2014

Por GLOBOESPORTE.COM
Recife


Arena Pernambuco (Foto: Divulgação)Náutico jogará na arena a partir de julho de 2013
(Foto: Divulgação)
Agora é preto no branco. Ou melhor: vermelho no branco. Representantes do Náutico assinaram, no início da noite desta segunda-feira, o contrato que oficializa a transferência do Alvirrubro para a Arena Pernambuco a partir de 2013. A cerimônia para a oficialização da parceria entre o Timbu e o consórcio do novo estádio, formado pela construtora Odebrecht, a gestora inglesa AEG e o Governo do Estado, ocorreu no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual.
A assinatura do contrato estava prevista para começar às 17h30, mas teve início com quase uma hora de atraso. Pelo acordo, o Náutico receberá R$ 5 milhões para investir no Centro de Treinamento Wilson Campos, na Guabiraba. O Timbu também receberá R$ 350 mil mensais por sua participação na Série A. Em 2012, caso o clube esteja na Série A, o valor passará para R$ 500 mil.


O programa Todos com Nota, realizado pelo Governo do Estado em parceria com os clubes pernambucanos, também está incluído no acerto desta terça. Nos jogos da Arena, haverá a distribuição de 15 mil bilhetes e o Náutico poderá comercializar outros 15 mil ingressos. Nos doze primeiros anos, o Timbu ficará com o valor de 67% dos ingressos do Todos com a Nota e 33% irão para a Arena Pernambuco. Já em relação à venda de ingressos, 80% do que for arrecadado ficarão com o clube e os outros 20% com a Arena. Após o prazo de doze anos, o percentual alvirrubro será de 90%.


Além de dirigentes do Náutico e representantes do consórcio da arena, estiveram presentes ao ato de assinatura do contrato o governador Eduardo Campos, o prefeito do Recife, João da Costa – curiosamente, ambos são torcedores do Náutico –, o secretário extraordinário da Copa 2014, Ricardo Leitão, e a secretária estadual de esportes, Ana Cavalcanti.


- É uma data mais que especial para o torcedor alvirrubro. Hoje, temos que comemorar esta nova casa do Náutico - disse o presidente do Náutico Berillo Albuquerque.
Decisão pró-Arena foi quase unânime
O primeiro passo para que a Arena Pernambuco se tornasse a nova casa do Náutico ocorreu no último dia 10, quando o Conselho Deliberativo do clube aprovou a mudança de endereço. Na ocasião, 84 conselheiros votaram a favor da parceria e apenas dois se posicionaram contra. O acordo entre o Timbu e o consórcio da arena valerá por 30 anos inicialmente.
Por conta da parceria, o Náutico negociará parte de sua atual moradia. A sede social será preservada, mas o estádio dará lugar a outros empreendimentos. Os interessados têm até o dia 7 de novembro para enviar suas propostas. No entanto, o clube não deverá ter dificuldades para arrendar o espaço uma vez que a sede está localizada em uma das áreas mais valorizadas do Recife, cujo metro quadrado pode chegar a R$ 8 mil.
Arena de olho na Copa das Confederações
A Arena Pernambuco está sendo construída em São Lourenço da Mata, a 20 km do Recife, para a Copa do Mundo de 2014. O novo estádio está sendo erguido nos moldes de uma arena multiuso, com capacidade para 46 mil pessoas, e contará com um estacionamento para seis mil caros.
No mês passado, 35 inspetores ligados à Fifa, entre brasileiros e estrangeiros, visitaram as obras da arena. Eles puderam ver que a terraplanagem do estádio foi concluída e que boa parte das fundações já foi finalizada.
A expectativa em Pernambuco é que a arena possa sediar a Copa das Confederações, em 2013. O resultado será divulgado pela Fifa nesta quinta-feira. Se Pernambuco for contemplado, as obras devem ser aceleradas para que o estádio fique pronto até dezembro de 2012.

Carta aberta ao torcedor alvirrubro

18 de Outubro de 2011 • 14h06

Por Berillo Albuquerque Júnior - Foto: Elcio Mendonça/Agência Náutico

Caro, torcedor alvirrubro

Escrevo sobre uma paixão arrebatadora e monogâmica.

Na alegria e na tristeza.

Na pobreza e na riqueza.

A paixão pelo Clube Náutico Capibaribe até que a morte nos separe.

Escrevo sobre um nobre sentimento.

O afeto que não se encerra porque se contenta em dar sem a contrapartida do receber.

Foram estas emoções que me levaram a assumir a presidência do Náutico para o biênio 2010/2011.

O coração mandou e a razão obedeceu.

Todos conhecem as dificuldades que, juntos, enfrentamos. Desnecessário relatar. Mas é preciso compreendê-las.

Com efeito, o gestor de uma entidade que tem no futebol sua atividade principal se depara diariamente com pressões conflitantes e dilemas reais.

Urgências e importâncias se confundem.

O imediato e o estratégico são exigências equivalentes ainda que em dimensão temporal absolutamente distinta.

O desejo de vencer nas competições colide com a escassez extrema de recursos.

A força da tradição é um apelo de raízes locais e o poder inovador do negócio do futebol é um imperativo da modernização global, vetores cujo equilíbrio é um desafio permanente.

Pois bem, a assinatura do contrato entre o Clube Náutico Capibaribe e o Consórcio Arena Pernambuco é prova cabal de que é possível dar respostas efetivas e rumo certo à natureza paradoxal, conflitante, da gestão da economia do futebol. E este é o primeiro passo.

E como foi isto possível?

Devo ressaltar, em primeiro lugar, a visão futurista do Governador Eduardo Campos.

Pernambuco não constrói, apenas, uma arena multiuso adequada às exigências da indústria do entretenimento.

Vai muito além. Constrói a Cidade da Copa, consolida a nucleação oeste da região metropolitana, sonho dos planejadores da década de 70 e, desta forma, cria mais um polo de desenvolvimento econômico a exemplo do que já acontece ao sul, com Suape e, ao norte com os investimentos previstos para a cidade de Goiana.

Em segundo lugar, afirmo que, da parte do Clube Náutico Capibaribe, nada seria possível não fosse o compromisso solidário de um trabalho de equipe.

Compromisso solidário que se fez presente em todos os dias e em relação a todas as questões que dizem respeito à complexa gestão do clube.
Das mais prosaicas às mais estratégicas.

Contei, sempre, com o trabalho abnegado, inteligente, sensato, anônimo, de grandes alvirrubros, imunes ao veneno das vaidades pessoais e movidos, tão somente, pelo desejo de servir à instituição.

Reitero: trabalho de equipe e esforço coletivo que, a rigor, dispensariam referências pessoais.

Não receio, porém, descumprir a regra.

Ao mencionar nominalmente os que estiveram à frente da negociação com os competentes representantes do consórcio, farei justiça a todos que, mesmo sem participação formal, deram suporte ao trabalho.

Refiro-me ao coordenador do grupo, Conselheiro Sergio Aquino, que, com firmeza, sabedoria e o apoio fundamental do Vice-Presidente Paulo Wanderley e os conselheiros Eduardo Turton, Ivan Rocha, Renato Cunha Lima, levaram a bom termo as negociações.

Um agradecimento especial ao Presidente do Conselho, Deputado e, hoje, Secretário Municipal de Turismo, André Campos, que conduziu os trabalhos no Conselho Deliberativo de forma irretocável, demonstrando, habilidade política e sensibilidade democrática, traços marcantes de sua respeitável trajetória política.

Quanto à compreensão, à maturidade e à responsabilidade dos conselheiros que abraçaram a proposta, mais que o agradecimento, manifesto meu orgulho de, ao lado deles, representar a comunidade alvirrubra.

Tenho consciência do significado deste fato para a história centenária do Náutico.

O dia 17 de outubro de 2011 dirá aos nossos ancestrais que está preservado o legado que nos foi entregue.

Estamos dizendo, também, às gerações presentes que o Náutico ingressa na moderna economia do futebol e do entretenimento, parceiro/empreendedor que se torna ao oferecer o patrimônio imaterial da marca/imagem e o patrimônio material da massa fidelíssima do torcedor/consumidor como garantias fundamentais para o êxito do projeto Arena multiuso de Pernambuco.

Estamos oferecendo aos nossos descendentes a esperança de que o Náutico tenha um encontro marcado com um futuro de conquistas.

Neste momento, tudo seria motivo de alegria. Inclusive, não resisto confessar, a felicidade de presidir o clube neste momento, uma graça de Deus concedida a um torcedor, desde menino, de vida modesta, vivendo os encantos suburbanos do bairro da Torre.

No entanto, a maior alegria é constatar a confluência de interesses do governo e do Náutico na direção do interesse público, da grandeza de Pernambuco que, como sempre, dará respostas adequadas ao compromisso assumido pelo Brasil de sediar o maior evento futebolístico do mundo: a Copa de 2014.

Finalmente tudo seria alegria, se o coração encarnado e branco não estivesse partido.

Entre os sentimentos de gratidão pelo que foi feito como obra coletiva e o de esperança pelo muito que pode ser feito, não dá para esconder as dores da separação.

Carregaremos para sempre um mundo de lembranças no tempo da memória que atenderá pelas sete letras de três palavras a partir de agora inseparáveis: NÁUTICO/AFLITOS/SAUDADE.

Atenciosamente,

Berillo Albuquerque Júnior
Presidente

Náutico assina contrato de adesão a Arena da Copa

17 de Outubro de 2011 • 19h59

Por Ana Campos - Foto: Elcio Mendonça/ Agência Náutico

O Clube Náutico Capibaribe assinou, nesta tarde de segunda-feira, no Palácio do Campo das Princesas, a adesão ao consórcio Arena da Copa, estádio que o Alvirrubro jogará a partir de junho de 2013.

“É uma data mais que especial para o torcedor alvirrubro. Hoje, temos que comemorar esta nova casa do Náutico”, disse o mandatário do Timbu Berillo Albuquerque.

Assinaram o contrato, Eduardo Campos, Governador do Estado de Pernambuco, Berillo Albuquerque e André Campos, presidente do Executivo e Deliberativo do Clube Náutico, respectivamente, e representantes da Odebrecht, responsáveis pela construção da Arena.

Arena Pernambuco

O estádio terá capacidade para 46 mil torcedores e está sendo construído em São Lourenço da Mata, que fica 20 quilômetros dos Aflitos. O investimento na obra é de torno de R$ 500 milhões de reais e a entrega da Arena está prevista para janeiro de 2013.

Náutico aposta nos Aflitos para vencer o Vila Nova e se firmar no G4

18 de Outubro de 2011 • 14h29

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Faltam quatro decisões dentro dos Aflitos para o Timbu conquistar o acesso para a primeira divisão. E logo mais, o Náutico enfrenta o Vila Nova, iniciando contagem regressiva para a concretização deste objetivo.

O Caldeirão deve ferver nesta noite. O comandante timbu Waldemar Lemos não definiu o time. O certo é que Kieza, artilheiro não só do Alvirrubro, como da Série B do Brasileiro, com 18 gols marcados, não vai para a partida devido ao terceiro cartão amarelo. Seu substituto é desconhecido. Para seu lugar, Lemos tem várias opções. Jeferson, Moisés, Joelson.

Na zaga, Marlon volta ao time depois de cumprir automática no empate diante do Americana, em São Paulo. “Vamos entrar em campo querendo mostrar nosso futebol e somar mais três pontos na competição. Vai ser um jogo crucial para nós”, disse o zagueiro timbu.

A expectativa é de um bom público nesta noite, e todo o elenco e comissão técnica esperam os Aflitos lotado. “Queremos sentir a força da nossa torcida e o incentivo durante todo a partida. Vamos juntos, buscar a vitória”, afirmou o volante Derley.

O Náutico ocupa a quarta colocação da Série B, com 50 pontos e há 18 rodadas o Timbu se encontra no grupo dos quatro primeiros classificados.

De olho no adversário

O Vila Nova, que tem como treinador Roberto Cavalo, velho conhecido do Timbu, está na zona do rebaixamento, com 29 pontos.

Com apenas sete vitórias na competição e a sete pontos do primeiro clube fora do Z4 (quatro últimos clubes da Série B), o time goiano entra em campo necessitando da vitória para ainda almejar permanecer na segunda divisão em 2012.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Festa da base alvirruba

16 de Outubro de 2011 • 12h29

Por Ana Campos

Clube Náutico Capibaribe convoca os alvirrubros para no dia 22 de outubro, na sede do Timbu, a partir das 10h, participarem do evento “Viva a base”, que tem como objetivo ajudar a divisão de base do Náutico.

A festa contará com brinquedos infláveis, recreadores, competições esportivas, música, bebidas e lanches variados com preços especiais, além de telão que transmitirá o jogo Vitória e Náutico pela Série B do Brasileiro.

As camisas estão sendo vendidas na loja do Clube. Adulto R$ 40 e criança R$20. Informações pelo telefone 94009482.

Nota oficial - Alexandro

17 de Outubro de 2011 • 10h26

Por Agência Náutico - Foto: André Nery/Agência Náutico

O Clube Náutico Capibaribe vem, por meio desta, informar que, após reunião envolvendo a comissão técnica e a diretoria de futebol, realizada na manhã desta segunda-feira, foi acertado o desligamento do atleta Alexandro da Silva Batista da equipe de futebol profissional.

Agradecemos os serviços prestados pelo atleta e desejamos sorte na sequência de sua carreira.

Sem mais,

Berillo Albuquerque Júnior
Presidente

Alexandro

Contratado no início desta Série B, o atacante Alexandro defendeu o Náutico em 14 partidas e não marcou nenhum gol.

sábado, 15 de outubro de 2011

Gideão convoca a torcida: "Contamos com a força do caldeirão"

15 de Outubro de 2011 • 11h22

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Jogo difícil, adversário perigoso. O Náutico joga nesta terça-feira, diante da equipe do Vila Nova, nos Aflitos, querendo vencer depois de um jejum de quatro rodadas. E para somar três pontos e permanecer no G4, o grupo timbu acredita na força da sua torcida.

“Queremos o estádio lotado e o torcedor do nosso lado, nos apoiando durante toda a partida”, disse o goleiro Gideão, para depois completar: “Queremos voltar a vencer em casa e contamos com a força do caldeirão”.

Gideão acredita que o campeonato chegou na sua fase final, de forma equilibrada. “Quem está em baixo quer subir e quem está no topo não quer sair. Temos que ter cuidado e foco neste momento, e voltar a vencer em casa, é necessário”.

Com 20 jogos pelo Timbu, o arqueiro alvirrubro confia no acesso. “Estamos trabalhando forte diariamente em busca do nosso objetivo. Temos um grupo unido, qualificado e que vai conseguir chegar no final do ano na primeira divisão”, disse Gideão.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Faça parte da campanha #SomosNAUTICO e concorra a uma camisa oficial

13 de Outubro de 2011 • 12h52
Por Agência Náutico - Foto: André Nery/Agência Náutico

Torcedor, a Agência Náutico, responsável pelo departamento de comunicação do Alvirrubro, lança a promoção #SomosNAUTICO. Na próxima terça-feira, o Timbu joga em casa diante do Vila Nova. Uma partida importante e decisiva na luta pelo acesso.

A sua presença é fundamental. E porque não comparecer aos Aflitos, apoiar o time e ainda levar para casa uma camisa oficial? Junte sua turma, crie faixas de apoio ao elenco alvirrubro e fique na torcida. A faixa de apoio mais criativa, que será escolhida pelos próprios jogadores, ganhará o manto sagrado.

Vamos encher o Caldeirão de faixas, mostrar a força da nossa torcida e a confiança neste grupo. Estamos na reta final do campeonato e falta pouco para o Náutico voltar para a Série A.

Você, alvirrubro, faz parte desta luta e fará parte da nossa conquista. E não se esqueça da hashtag #SomosNAUTICO (sem o acento) sempre que postar algo sobre o Timbu no twitter. Vamos pintar o microblog de vermelho e branco.

Fala, Milton! - Oito decisões

13 de Outubro de 2011 • 09h16

Por Milton Neto*
Contagem regressiva para o acesso. O Náutico tem 50 pontos, após o empate sem gols em Americana, e precisa de mais 15 ou, quem sabe, 12 pontos para conquistar a tão sonhada vaga na primeira divisão. Vai depender dos próximos jogos (tem-se muitos confrontos diretos e empates entre as equipes que lutam pelo acesso - o que pode “puxar para baixo” o “ponto de corte”).

O torcedor alvirrubro será fundamental nesta reta final, pois metade dos jogos que teremos, serão nos Aflitos – onde somos os únicos invictos, como mandantes, da competição (e nas duas principais séries).

Tenho certeza que, empurrado pela torcida, o timbu fará grandes jogos contra o Vila Nova, Sport, Barueri e Ponte Preta. Vencendo esses jogos em casa, estaremos com os dois pés na primeira divisão.

Mas, evidentemente, temos força para vencer e arrancar pontos, também, fora de casa, contra o Vitória, ASA, São Caetano e Boa Esporte (por sinal, a maior de todas as decisões dentre as 8 “finais” que teremos).

O time provou, contra o Americana, fora de casa, que voltou a ter o espírito de “serie B”, com pegada e marcação forte. Povoando o meio de campo, com Lenon, no lugar de Rogério, na escalação inicial, não demos chances para o time da casa e tivemos nos nossos pés, a maior chance de vitória de todo o jogo.

O torcedor tem o time na ponta da língua: Gideão, Peter, Marlon, Ronaldo Alves, Jeff Silva, Everton, Elicarlos, Derley, Eduardo Ramos, Kieza e Rogério. Mas sabe, também que Gledson, Neno, Diego Bispo, Alex Fraga, Airton, Lenon, Helder, Elton, Philip, Joelson e Moisés, além de Rodrigo Carvalho, Gustavo, Nilson, Marcos Vinícius, Douglas, Jeferson, Rafael Xavier, Paulo Sérgio e Alexandro estarão torcendo e ajudando, sempre que entrarem no time.

E se em 2006 (quando subimos), o grupo era unido em torno do seu técnico Paulo Campos, em 2011, essa união pelo Waldemar Lemos até extrapola o que vimos naquela ocasião.

Acredito no acesso e no grupo. Vamos subir! Com muita garra, vontade, superação e determinação destes atletas e muito trabalho dessa comissão técnica e, principalmente, apoio da nossa torcida. Essa união entre elenco, comissão e torcida fará com que, ao final, possamos comemorar o que almejamos, desde o começo e que está tão próximo: o Náutico na primeira divisão, em 2012!

VAMOS SUBIR NÁUTICO!

*Colunista do site oficial, Milton Neto escreve às quartas-feiras sobre o seu amor pelo Náutico

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Receitas para atuar na Arena


POSTADO POR BRENO PIRES ÀS 11:11 EM 12 DE OUTUBRO DE 2011

Do Jornal do Commercio
Por João de Andrade Neto

A diretoria do Náutico vai assinar segunda-feira, no Palácio do Campo das Princesas, o contrato de adesão como parceiro esportivo da Arena Pernambuco, onde passará a mandar seus jogos (pelo menos 33 por temporada) por 30 anos, a partir de julho de 2013. Ontem, o dia foi silêncio para as outras partes envolvidas na negociação. Tanto representantes do governo do Estado, quanto do consórcio administrado pela construtora Odebrecht e operadora AEG não quiseram falar sobre o assunto. No entanto, pela parte alvirrubra, aos poucos, as informações vão saindo.

De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo Timbu, André Campos, o Náutico não terá nenhum custo para mandar seus jogos na Arena Pernambuco. Além do aporte financeiro no valor de R$ 1.485.000,00 que será depositado na conta do clube 24 horas após a assinatura do contrato, e da quantia mensal de R$ 350 mil (com com clube na Série B) ou R$ 500 mil (com o clube na Série A) até o primeiro jogo do clube na nova casa, Campos adiantou detalhes sobre o direito a que o Timbu terá nas rendas das partidas. Também está no contrato uma verba de R$ 4.800 milhões destinada às obras no CT Wilson Campos.

Segundo o dirigente, em todo o jogo, o Náutico terá direito a uma margem de segurança de 9.200 ingressos "comprados" pelo consórcio. Ou seja, o alvirrubro receberá a receita dessa quantidade de bilhete, mesmo nas partidas em que o público seja inferior. Já em jogos com público superior a 9.200 expectadores, o Náutico terá direito também a uma percentual do excedente, que vai variar de 60% a 90% da renda líquida. Quanto maior o público, maior o percentual.

"Os sócios do clube e os proprietários de cadeiras cativas podem tem seus direitos mantidos na Arena. Vai depender da decisão da diretoria. Mas esses benefícios serão tirados do percentual a que o Náutico terá direito. Além disso, em shows, a operadora pode querer dar descontos a sócios do clube", explicou André Campos, que adiantou ainda que o valor do preço dos ingressos será determinado pelo consórcio, que vai gerir a arena, com o Náutico sendo consultado. "Outro clube pode virar parceiro da Arena, mas vai ter ser nos mesmos moldes do contrato com o Náutico", finalizou.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Elicarlos ressalta marcação alvirrubra: "A garra voltou"

11 de Outubro de 2011 • 22h46

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

Uma partida em que o Náutico marcou e não deixou o Americana jogar, assim podemos resumir o empate em 0 a 0 entre as duas equipes, nesta noite de terça-feira, em São Paulo.
“Conseguimos impor um grande poder de marcação, jogamos com vontade e garra. Valeu pelo empenho de todos e voltamos para casa com um ponto somado”, disse o volante Elicarlos.
“Nosso objetivo é chegar ao topo. Olhamos para frente, claro que nos preocupa quem está perto de nós, mas pensamos sempre na primeira colocação, sabendo que hoje fica difícil alcançar a Portuguesa”, afirmou o atleta timbu.
Agora o Timbu joga na terça-feira, dia 18, nos Aflitos, contra a equipe do Vila Nova. “Vamos descansar, nos recuperar e trabalhar para voltar a vencer em casa”, concluiu Elicarlos.

domingo, 9 de outubro de 2011

Francisco José fala da sua paixão pelo NÁUTICO

Por: Globo Esporte Foto: Globo Esporte
Publicado em 09.10.2011, às 13:44:34hs
Francisco José é um apaixonado declarado pelo futebol. Mas a paixão clubisitica só se manifestou na década de 60. Já trabalhando em Pernambuco, virou setorista do Náutico e logo se encantou por aquele time que conquistou o hexacampeonato pernambucano (1963-68) e o vice da Taça Brasil de 1967.

- O Náutico tinha um timaço, o melhor já formado aqui no Nordeste. Jogadores como Bita, Gena, Lala. Não à toa eliminou o Santos de Pelé dentro da Vila Belmiro e vendeu caro a derrota ao Palmeiras na final - relembra.

Sobre a atual situação do Alvirrubro, que tenta voltar à elite do futebol brasileiro, Chico se mostra satisfeito com o trabalho do técnico Waldemar Lemos, confiante no acesso, mas temeroso com o futuro do clube.

- Não adianta subir e apenas brigar para não cair, o que vem sendo a realidade de todos os clubes do Nordeste. Financeiramente existe um abismo separando os clubes do Nordeste dos do Sudeste. As categorias de base precisam voltar a ter investimento e uma atenção especial. Hoje, quase todas as entrevistas de jogadores aqui em Pernambuco são carregadas de sotaque que não é o nosso – lamenta.

sábado, 8 de outubro de 2011

Nos Aflitos, Náutico empata e perde chance de abrir vantagem no G4

08 de Outubro de 2011 • 18h09

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico
O Náutico enfrentou dois adversários nesta tarde/noite de sábado, nos Aflitos, pela partida de número 29 da Série B do Brasileiro. Além do Icasa, a arbitragem também dificultou e muito o jogo do Timbu, que acabou empatado em 2x2.
A partida mal começou e já teve rede balançando. Com 25 segundos Kieza fez 1x0, na falha da defesa cearense. O artilheiro da Série B recebeu lançamento dentro da área e abriu o placar.
Depois do gol, o Icasa tentou fechar a marcação e começou a equilibrar a partida, mesmo com o Timbu conseguindo encaixar o contra-ataque.
Aos 12, troca de passes entre Derley e Rogério, com o volante timbu chutando para boa defesa de Marcelo Pitol. Aos 22, confusão dentro de campo com Airton e dois atletas do Icasa, mas nada foi marcado. Aos 26, Gideão fez linda defesa no chute de Guto. Seis minutos depois Rogério quase fez o segundo.
Rede balançando
Aos 34, pênalti para o Timbu. Eduardo Ramos desceu pela direita e chutou, a bola foi nos braços do jogador do Icasa. Penalidade cobrada por Kieza, gol, Náutico 2x0. E mal deu tempo de comemorar, Osmar aproveitou a não marcação de uma falta clara do ataque e diminuiu o placar, 2x1.
O jogo fica nervoso depois do erro da arbitragem. Aos 44, Ronaldo carimbou a trave. Logo depois Kieza desceu pela esquerda e cruzou, o zagueiro cearense salvou o gol. Contra-ataque do Icasa e Gideão salvou o que seria o empate. Final da primeira etapa, Náutico2x1 Icasa.
Segundo tempo
A partida recomeçou com o Icasa querendo pressionar o Náutico. Aos três minutos, os cearenses chutaram de fora da área, mas p ara fora. Aos seis, o Alvirrubro foi para cima e por duas vezes assustou Pitol. Aos oito, mais chances para o Timbu, bate rebate dentro da área, mas sem sucesso.
Aos 17, o Icasa tentou com Preto, para fora. Três minutos depois Waldemar Lemos mudou o time com a entrada de Lenon na vaga de Neno. Com 21 minutos, mais uma boa jogada de Eduardo Ramos pela direita, que chutou e quase fez o terceiro. Aos 27, linda jogada de Eduardo Ramos pela direita, que encontrou Kieza dentro da área, mas a bola foi para fora.
Aos 28, mais uma modificação no Timbu. Entrada de Joelson para saída de Rogério. Aos 31, Gideão salvou o gol do Icasa. Aos 36, saiu o empate do Icasa, com Alex Afonso.

Finalizando as mudanças, Waldemar colocou Alexandro no lugar de Elicarlos. A partida ficou lá e cá, e acaba sem alterações no placar, 2x2.

Nos Aflitos, Náutico empata e perde chance de abrir vantagem no G4

08 de Outubro de 2011 • 18h09

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico
O Náutico enfrentou dois adversários nesta tarde/noite de sábado, nos Aflitos, pela partida de número 29 da Série B do Brasileiro. Além do Icasa, a arbitragem também dificultou e muito o jogo do Timbu, que acabou empatado em 2x2.
A partida mal começou e já teve rede balançando. Com 25 segundos Kieza fez 1x0, na falha da defesa cearense. O artilheiro da Série B recebeu lançamento dentro da área e abriu o placar.
Depois do gol, o Icasa tentou fechar a marcação e começou a equilibrar a partida, mesmo com o Timbu conseguindo encaixar o contra-ataque.
Aos 12, troca de passes entre Derley e Rogério, com o volante timbu chutando para boa defesa de Marcelo Pitol. Aos 22, confusão dentro de campo com Airton e dois atletas do Icasa, mas nada foi marcado. Aos 26, Gideão fez linda defesa no chute de Guto. Seis minutos depois Rogério quase fez o segundo.
Rede balançando
Aos 34, pênalti para o Timbu. Eduardo Ramos desceu pela direita e chutou, a bola foi nos braços do jogador do Icasa. Penalidade cobrada por Kieza, gol, Náutico 2x0. E mal deu tempo de comemorar, Osmar aproveitou a não marcação de uma falta clara do ataque e diminuiu o placar, 2x1.
O jogo fica nervoso depois do erro da arbitragem. Aos 44, Ronaldo carimbou a trave. Logo depois Kieza desceu pela esquerda e cruzou, o zagueiro cearense salvou o gol. Contra-ataque do Icasa e Gideão salvou o que seria o empate. Final da primeira etapa, Náutico2x1 Icasa.
Segundo tempo
A partida recomeçou com o Icasa querendo pressionar o Náutico. Aos três minutos, os cearenses chutaram de fora da área, mas p ara fora. Aos seis, o Alvirrubro foi para cima e por duas vezes assustou Pitol. Aos oito, mais chances para o Timbu, bate rebate dentro da área, mas sem sucesso.
Aos 17, o Icasa tentou com Preto, para fora. Três minutos depois Waldemar Lemos mudou o time com a entrada de Lenon na vaga de Neno. Com 21 minutos, mais uma boa jogada de Eduardo Ramos pela direita, que chutou e quase fez o terceiro. Aos 27, linda jogada de Eduardo Ramos pela direita, que encontrou Kieza dentro da área, mas a bola foi para fora.
Aos 28, mais uma modificação no Timbu. Entrada de Joelson para saída de Rogério. Aos 31, Gideão salvou o gol do Icasa. Aos 36, saiu o empate do Icasa, com Alex Afonso.
Finalizando as mudanças, Waldemar colocou Alexandro no lugar de Elicarlos. A partida ficou lá e cá, e acaba sem alterações no placar, 2x2.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Força dos Aflitos é a arma do Timbu na busca pelo acesso

06 de Outubro de 2011 • 18h15

Por Elcio Mendonça - Foto: André Nery/Agência Náutico

Enquanto alguns times consultam a calculadora para saber qual a equação do acesso, o Náutico sabe bem a matemática para retornar à elite do Campeonato Brasileiro.
Quatro lugar da Série B, com 48 pontos ganhos, o Timbu precisa de cinco vitórias nos 10 jogos finais para conquistar um lugar na primeira divisão.
Isso porque, desde que o sistema de pontos corridos foi implantado na segunda divisão, em 2006, 63 pontos foi o mínimo necessário para terminar a competição nacional entre os quatro primeiros.
Em algumas edições, como em 2007, por exemplo, foi preciso bem menos. Para se ter ideia, na ocasião o Vitória conquistou o acesso com “apenas” 59 pontos conquistados.
Único time invicto como mandante nas séries A e B do Brasileiro, o Alvirrubro precisa fazer a “lição de casa” nesta reta final. Até o término do campeonato serão cinco jogos nos Aflitos, contra Icasa, Vila Nova, Sport, Barueri e Ponte Preta.
Se conseguir 100% de aproveitamento em seus domínios, a equipe pernambucana estará bem perto de jogar a primeira divisão na próxima temporada.
“Nesses jogos finais, sem dúvida jogar nos Aflitos será fundamental. O apoio do torcedor nos empurra, motiva, faz o nosso diferencial”, ressaltou o atacante Kieza.
O volante Derley concorda com o artilheiro alvirrubro. “Faz a diferença jogar aqui, com todo esse apoio que recebemos. Com certeza isso não será diferente nos próximos jogos”, afirmou.
O reencontro do Timbu com a torcida acontece neste sábado, às 16h20, quando recebe o Icasa, no Eládio de Barros Carvalho.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

NÁUTICO tem queda de rendimento e sofre virada no 2o tempo

04 de Outubro de 2011 • 22h30

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico
O Náutico enfrentou o Guarani, em Campinas, nesta noite de terça feira, pela rodada de número 28 da Série B, em dois tempos distintos. Na primeira etapa, vitória parcial do Timbu, 1x0. No segundo tempo, virada do Bugre. Final do jogo, Guarani 3x1 Náutico.

O Timbu começou a partida tocando a bola e buscando espaços no campo paulista. Aos oito minutos Eduardo Ramos desceu pelo meio, limpou a marcação e chutou para fora, numa linda jogada que poderia ter feito o primeiro do Náutico. Dois minutos depois Jeff lançou que chutou por cima.

Lá e cá

Depois dos 15 minutos, o Guarani começou a gostar do jogo. Aos 23, João Paulo chutou de primeira por cima da meta de Gideão. Quatro minutos depois Elicarlos cobrou falta na barreira, mas a bola sobrou para Eduardo Ramos que tentou o cruzamento, para fora.

Aos 32, Kieza desceu pela esquerda e deixou Rogério na frente do gol, mas a bola foi para fora. Logo depois o Guarani tentou pela direita, sem sucesso. E aos 36 a rede balançou. Derley recebeu pela direita e passou para Kieza, que se antecipou dentro da área e fez seu gol de número 16, Náutico 1x0. Aos 42, o Guarani tentou pressionar o Timbu com Denilson dentro da área, mas o primeiro tempo encerrou com o Alvirrubro na frente, 1x0.

Segunda etapa

A partida reiniciou com a equipe paulista tentando surpreender o Náutico e com menos de um minuto Felipe chutou por cima de Gideão. Com pouco tempo, os donos da casa mostraram que o segundo tempo ia ser diferente.

Guarani vira em cima do Timbu

Aos oito, Marcelo empatou a partida, 1x1. Aos 12, Everton cobrou escanteio e Bispo exigiu bela defesa de Emerson. Três minutos depois o Guarani virou o jogo com mais um gol de Marcelo.

O Náutico sentiu o golpe e aos 27, Waldemar Lemos modificou o time em duas posições. Entraram Philip e Alexandro para saídas de Peter e Rogério. Aos 30, mais um gol do time paulista, desta vez, Felipe fez Guarani 3x1. Dois minutos depois Kieza recebeu pela direita e foi derrubado, nada marcado. Aos 42, Waldemar encerrou as alterações com a saída de Eduardo Ramos para entrada de Joelson.

O Náutico não conseguiu achar seu bom futebol na primeira etapa e ficou buscando espaço no meio de campo, sem sucesso. Final de jogo, Guarani 3x1 Náutico.

Para encostar na líder Lusa, NÁUTICO visita o Guarani

04 de Outubro de 2011 • 12h00

Por Ana Campos - Foto: André Nery/Agência Náutico

O Timbu joga nesta noite de terça feira em Campinas, diante do Guarani, às 20h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa. A partida é válida pela 28ª rodada da Série B do Brasileiro. Na primeira fase da competição, o Timbu bateu os paulistas por 2x0, nos Aflitos.

Para este jogo, o comandante alvirrubro Waldemar Lemos não poderá contar com o zagueiro Marlon, de fora pelo terceiro cartão amarelo. Em compensação, terá a disposição o goleiro Gideão, que se recuperou das dores na coxa esquerda.

“Estou bem e pronto para voltar ao gol, caso Waldemar me escolha. O importante é que temos um grupo forte e todos estão focados no acesso”, disse Gideão.

O treinador Waldemar Lemos não deverá modificar muito o time. “Enfrentaremos um adversário perigoso e que vem crescendo na competição. Vai nos dar trabalho”, disse Lemos.

Após o empate em casa, diante do lanterna Duque de Caxias, na última sexta feira, o Náutico quer buscar os pontos perdidos neste jogo de logo mais. “Sabemos de nossas condições e vamos buscar a vitória, respeitando o Guarani”, disse Derley.

Depois desta partida, o Timbu retorna na manhã desta quarta a capital pernambucana e no sábado, enfrenta o Icasa, nos Aflitos.

De olho no adversário

Um novo Guarani vem embalado neste returno da Série B. Com 34 pontos e na 13ª colocação, o time paulista conquistou 18 pontos em casa. Até agora, das nove vitórias na competição, cinco foram nos seus domínios.

Na última rodada, o Bugre empatou com o Vila de Nova, fora de casa. O treinador do Guarani é Giba.

sábado, 1 de outubro de 2011

Apesar do tropeço, Náutico supera marca histórica

01 de Outubro de 2011 • 00h00

Por Elcio Mendonça - Foto: André Nery/Agência Náutico
O empate diante do Duque de Caxias, nesta sexta feira (30), teve um sabor amargo para o Timbu, que perdeu a vice liderança da Série B para a Ponte Preta.

Embora o resultado possa ser considerado como um tropeço, já que os cariocas seguram a lanterna da competição nacional, pelo menos serviu para superar uma marca história, alcançada há 23 anos.

Em 1988 o Timbu ficou 13 jogos invicto jogando nos Aflitos em partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, também pela segunda divisão nacional, o Alvirrubro somou 10 vitórias e três empates. Retrospecto superado por um empate a mais em 2011.

“Infelizmente não conseguimos o resultado que queríamos, mas bola pra frente. Temos que pensar no Guarani (adversário de terça feira, em Campinas)”, declarou o zagueiro Marlon.

Com o resultado, o Náutico chegou aos 48 pontos, mas caiu para a terceira colocação da Série B.