Loading...

terça-feira, 5 de março de 2013

O primeiro grande teste

05/03/13 às 12h07 | Por: Simone Vilar - nautico-pe.com.br

O técnico Vágner Mancini declarou na coletiva que acha oportuno o jogo contra o Salgueiro fora de casa. Para esta partida o treinador exige uma nova dinâmica na marcação e mais concentração dos jogadores. Diante do Carcará, o Náutico defende a liderança e tem a missão de quebrar mais um tabu. Há 13 jogos o time do serão não perde no estadual jogando em casa. “Prefiro até que seja longe dos Aflitos. Quero ver meu time ser testado fora de casa”.

Pela primeira vez Mancini não confirmou o time titular para a imprensa. Com a punição de Alison, suspenso por quatro jogos (já cumpriu), o treinador estuda a possibilidade de mudar o sistema. Certeza mesmo só nas laterais. Maranhão na direita e Douglas Santos ganham oportunidade no time titular. “Com Maranhão vamos ter mais força no ataque. Já com Douglas Santos temos mais marcação no lado esquerdo. É uma oportunidade de eu vê-lo jogar, mas sei que é disciplinado taticamente e faz bem a diagonal”.


'Um time mais guerreiro' / Foto: Simone Vilar 

Mancini sinalizou com a possibilidade de mudar o jeito de o Náutico atuar. Mas o técnico espera pelo aproveitamento de jogadores que estão no departamento médico, ou àqueles ainda não inscritos ou suspensos. “Se eu tivesse todo mundo à disposição talvez eu mudasse o esquema. Temos alguns atletas quando tiverem à disposição vão ser referência e com isso terei até um banco mais fortalecido”, prevê.

Mancini justificou as dúvidas no time com a necessidade de rever jogos do adversário. Ele tem em mãos os vídeos das partidas do Salgueiro contra o Santa Cruz e Sport. “Eu preciso ver esses jogos para entender melhor o que o Salgueiro faz de diferente e que o faz tão forte”. Mais uma vez Mancini teve que responder às perguntas pertinentes ao número alto de gols tomados nos últimos jogos. “Eu não posso analisar porque tomou seis gols em três jogos. Em contrapartida, fizemos 15 nesse mesmo número de partidas, com uma média de cinco gols por jogo. É fato que precisamos ter uma equipe bem distribuída para equilibrar o jogo com um time que joga junto há quatro anos”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.